terça-feira, maio 18, 2010

In My Life

There are places I remember all my life,
Though some have changed,
Some forever, not for better,
Some have gone and some remain.

All these places had their moments
With lovers and friends I still can recall.
Some are dead and some are living.
In my life I've loved them all.

But of all these friends and lovers,
There is no one compares with you,
And these memories lose their meaning
When I think of love as something new.

Though I know I'll never lose affection
For people and things that went before,
I know I'll often stop and think about them,
In my life I'll love you more.

Though I know I'll never lose affection
For people and things that went before,
I know I'll often stop and think about them,
In my life I'll love you more.
In my life I'll love you more.


The Beatles

segunda-feira, março 22, 2010

Dezembros

Nunca mais a natureza da manhã
E a beleza no artifício da cidade
Num edifício sem janelas,
desenhei os olhos dela
Entre vestígios de bala
e a luz da televisão

Os meus olhos tem a fome do horizonte
Sua face é um espelho sem promessas
Por dezembros atravesso
Oceanos e desertos
Vendo a morte assim tão perto
Minha vida em suas mãos


O trem se vai na noite sem estrelas
E o dia vem,nem eu nem trem
nem ela.

Nunca mais a natureza nunca mais...

(Fagner)

segunda-feira, outubro 19, 2009


"São coisas dessa vida tão cigana
Caminhos como as linhas dessa mão
Vontade de chegar
E olha eu chegando!
E vem essa cigarra no meu peito
Já querendo ir cantar noutro lugar."

Gonzaguinha

sexta-feira, setembro 11, 2009

"I wish you could be with me,
in these last days when i am still hopelessly poor

Stay out of trouble, stay in touch
Try not to think about me to much"


Kings of Convenience

segunda-feira, agosto 17, 2009

Voltando pros eixos.
Depois de morrer de doer, de chorar, de imaginar um monte de besteira,
eu acordo e percebo que o véu negro que cobria minha visão caiu.
E tudo parece mais amigável agora.
Tudo está claro e colorido como antes. Ate mais.

É, de fato, muito sábio dizer que o tempo cura.
Mas depende muito de como voce passa esse tempo.
Tempo remoendo amarguras nao cura nada.
Tempo vivendo sim. Tempo refletido, pensado e aproveitado.

quinta-feira, julho 30, 2009

É fato que isso aqui não é, mas também não deixa de ser um diário.
Mas esses últimos dias eu ando tão atordoada que preciso despejar tudinho em algum lugar, e vai ser aqui mesmo.
Transição de fase é sempre assim, né.
A gente morre achando que fez tudo errado, que não vai dar nada certo, e sofre pra burro!
Quando vai chegando o final, a gente se vê obrigado a se desvencilhar de muita coisa que não dá pra continuar.
Já é doloroso o suficiente, mas pra ajudar ainda fica aquela sensação de falta de chão. Pra onde eu vou? O que eu vou fazer agora? Vou ficar sozinha?

Esse mês e os próximos 4 serão terríveis, eu já sei. Eu bem que tentei me preparar, mas isso nunca dá muito certo. Sempre tem um ponto fraco e a corda acaba arrebentando uma hora ou outra.
Eu entendo completamente que não tem sido nada fácil para as pessoas que tem que conviver comigo. Uma pessoa estressada, instável, carente, insegura e mais um monte de defeitos deve mesmo incomodar.
Só não esperava que fosse assim.


Fernanda Souza - 30-07-09






segunda-feira, julho 13, 2009

"Agora tudo tanto faz,
meu bem
Eu vi você passar
Levando meu encanto
Caminho sem saber de mim
Eu vivo sem pensar
Se sou só
Ou sou mar
Mas eu conto com você
Pois enquanto eu não me resolver
Eu vou lá"

Marcelo Camelo
E no fim a gente vê que nao é nada do que achou que seria no começo,
mas nem percebeu até de fato ser o fim.
Até lá a gente vai achando que uma hora chega o que a gente espera..
Ai acaba e.... Nada. Nadinha. Puf.

terça-feira, junho 16, 2009

Sabe aquelas manias que toda gente tem?
Mania de dormir até mais tarde,
Mania de achar que vai dar tudo certo,
Mania de acordar de mau humor de vez em quando,
Mania de querer o melhor,
Mania de ter esperança,
Mania de ter medo, e de ter coragem.
Essas manias que a gente não consegue se livrar:
Mania de comer chocolate,
Mania de se apaixonar,
Mania de desejar,
Mania de achar que é pra sempre.
Tem também a mania de chorar, de ficar triste.
Mas essas só vem quando alguém tem a mania de ir embora, de magoar.
Mania de esquecer,
Mania de lembrar.
Eu sempre troco essas duas.
Esqueço o que era pra lembrar, lembro o que queria esquecer.
Tá aí outra mania.

Eu já tentei, e não tem como parar com essas manias.
Acho que agora eu to com mania de querer.
E eu quero sempre, e quero muito.
Quero amar, quero viver.
Quero concluir.


Fernanda Souza - 16-06-09

quarta-feira, junho 10, 2009

"Eu não pretendo dizer a ninguém
se eu serei para sempre assim"


Voltas que o mundo dá - Novos Baianos