quarta-feira, setembro 20, 2006

Daquilo Que Eu Sei


Daquilo que eu sei
Nem tudo me deu clareza
Nem tudo foi permitodo
Nem tudo me deu certeza

Daquilo que eu sei
Nem tudo foi proibido
Nem tudo me foi possível
Nem tudo foi concebido

Não fechei os olhos
Não tapei os ouvidos
Cherei, toquei, provei
Ah, eu usei todos os sentidos

Só não lavei as mãos
E é por isso que eu me sinto
Cada vez mais limpo
Cada vez mais limpo

(Ivan Lins / Vitor Martins)

Nenhum comentário: