sexta-feira, maio 18, 2007

Disfarça e chora

Chora, disfarça e chora
Aproveita a voz do lamento
Que já vem a aurora
A pessoa que tanto queria
Antes mesmo de raiar o dia
Deixou o ensaio por outra
Oh! triste senhora
Disfarça e chora
Todo o pranto tem hora
E eu vejo seu pranto cair
No momento mais certo
Olhar, gostar só de longe
Não faz ninguém chegar perto
E o seu pranto oh! Triste senhora
Vai molhar o deserto
Disfarça e chora
(Cartola)

segunda-feira, maio 14, 2007

O Velho E O Moço

Deixo tudo assim.
Não me importo em ver a idade em mim,
Ouço o que convém.
Eu gosto é do gasto.

Sei do incômodo e ela têm razão
Quando vem dizer que eu preciso sim
De todo o cuidado.

E se eu fosse o primeiro
A voltar pra mudar o que eu fiz.
quem então agora eu seria?

Ahh tanto faz! E o que não foi não é,
Eu sei que ainda vou voltar... Mas, eu quem será?

Deixo tudo assim,não me acanho em ver
vaidade em mim.
Eu digo o que condiz.
Eu gosto é do estrago.

Sei do escândalo e eles têm razão.
Quando vem dizer que eu não sei medir,
nem tempo e nem medo.

E se eu for o primeiro
a prever e poder desistir do que for dar errado?

Ahhh, ora, se nao sou eu quem mais vai decidir
o que é bom pra mim?
Dispenso a previsão.

Ahhh, se o que eu sou é também
o que eu escolhi ser aceito a condição.

Vou levando assim.
Que o acaso é amigo do meu coração
Quando falo comigo, quando eu sei ouvir...
(Los Hermanos)

sexta-feira, maio 11, 2007

Poema de Mulher


Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?
Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?
Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?
Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?
Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?
Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?
Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
a barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?
Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Ou que "dele" não lembra nem o nome?
Só as mulheres para entenderem o significado deste poema!
Estamos em uma época em que:
"Homem dando sopa, é apenas um homem distribuindo alimento aos pobres"
"Pior do que nunca achar o homem certo é viver pra sempre com o homem errado"
"Mais vale um cara feio com você do que dois lindos se beijando"
"Se todo homem é igual, porque a gente escolhe tanto???"
"Príncipe encantado que nada... Bom mesmo é lobo-mau!!
Que te ouve melhor...
Que te vê melhor...
E ainda te come!!!

quarta-feira, maio 09, 2007

Tá Bom

Senta aqui que hoje eu quero te falar
Não tem mistério, não
É só teu coração

Que não te deixa amar

Você precisa reagir

Não se entregar assim

Como quem nada quer

Não há mulher, irmão, que goste desta vida

Ela não quer viver as coisas por você

Me diz, cadê você ai?

E ai, não há sequer um par pra dividir


Senta aqui, espera que eu não terminei

Pra onde é que você foi

Que eu não te vejo mais?

Não há ninguém capaz

De ser isso que você quer

Vencer a luta vã

E ser o campeão

Pois se é no "não" que se descobre de verdade

O que te sobra além das coisas casuais

Me diz se assim está em paz?

Achando que sofrer é amar demais

(Los Hermanos)

sexta-feira, maio 04, 2007

Meu novo Trabalho

Desculpa.... depois coloco um texto...

beijos aos poucos amigos que passam por aqui.