sexta-feira, junho 20, 2008

A caixa


Dia desses abri aquela caixa com fotos velhas
e foi como se fosse ontem.
Como se você pudesse chegar a qualquer momento.
Como se eu pudesse te tocar de novo.
Aquele vazio se preencheu de repente,
e eu senti meu peito se aquecer por um instante.

Mas eu não sou mais aquela menina
e nem voce é o mesmo.
Somos pessoas diferentes.
Pensamos diferente, sentimos diferente.
E os nossos sonhos, ainda que vivos,
estão soterrados em uma montanha de acasos que nos afastaram.

A vida é feita de possibilidades.
Para tudo há milhões de opções.
Pena que não podemos mudar nossas escolhas.
Fernanda Souza
19-06-08

Um comentário:

leandroflores disse...

Fer, minha amiga poetisa mais talentosa ^^

Fantasticamente lindos estes dois posts. Estas fotos fikaram fantásticas e os textos são cativantes. Semelhantes e cativantes ^^

Abrs pra vc ae menina