sexta-feira, outubro 03, 2008

Quando abri os olhos, já era tarde, mas não uma tarde qualquer.
Era uma daquelas tardes nubladas e frescas, que chove a cada hora e o sol quase aparece.
Daquelas em que os pássaros fazem um alarde e se calam de repente por conta de mais uma chuva.
Aquelas tardes molhadas de fim de inverno ou começo de primavera,
tardes em que não se sabe se é frio ou calor.

Eram as minhas tardes preferidas.
Gostava delas por que tinham o cheiro da manhã.
Ainda que estivesse acabando o dia havia sempre a sensação de que era de manhã.
E era tudo tão bom quando eu me deixava perder na minha mente, ou me perder dela, numa daquelas tardes.


Fernanda Souza
01-08-08

3 comentários:

Stê disse...

Amei teu blog.
Vou adicionar aos meus favoritos ok?
Beijos..

Jana disse...

Adorei.
Cheguei a sentir o cheiro das tardes assim.

Beijo.

Jana disse...

Dei uma passeada pelo teu blogue e só vim avisar que estou levando teu linque comigo.

Beijo